Get Adobe Flash player

DETALHE DE NOTÍCIA

Mar05
2013

Produtos com indicação geográfica criam mais valor

A Comissão Europeia publicou um estudo que analisa o valor do sistema comunitário de proteção do nome dos produtos agroalimentares, incluindo os vinhos e bebidas espirituosas.
 

60% das vendas de produtos com indicações geográficas europeias realizam-se no próprio país de origem enquanto 20% se realiza noutros países da União Europeia e outros 20% foram exportados de países fora da comunidade.
 

As exportações extra-comunitárias representam aproximadamente 11 500 milhões de euros, destinados principalmente à Suíça, à Singapura, ao Canadá, à China, ao Japão e a Hong-Kong.
 

O valor dos produtos com indicações geográficas ascende a 54 300 milhões de euros e representa 15% das exportações agroalimentares comunitárias.
 

Durante o período de 2005-2010, os vinhos representaram 56% de todas as vendas de produtos agroalimentares com a denominação “produzidos na União Europeia”.

O estudo concluiu ainda que os produtos com indicação geográfica, são em média 2,23 euros mais caros que os produtos sem indicação geográfica

Fonte:Vida Rural

1 / 43