A NATURALFA
e o GLOBALG.A.P.

Através de Técnicos especializados no referencial GlobalG.A.P., a NATURALFA controla e certifica anualmente mais de 500 Operadores através do referencial de certificação GlobalG.A.P.

Desta forma, conseguimos que todos os dias sejam distribuídos nas principais cadeias de comercialização, produtos alimentares seguros, que foram produzidos de forma sustentável e com respeito pelo meio ambiente e pelo bem-estar dos trabalhadores e dos animais.

GLOBAL GAP
layers-img-3
Global GAP
GLOBAL GAP
layers-img-3
Global GAP

O que é o GlobalG.A.P.?

O GlobalG.A.P é um sistema de boas práticas agrícolas (G.A.P. – Good Agricultural Practice), criado por um conjunto de retalhistas, prestadores de serviços do setor alimentar, fabricantes de produtos alimentares e produtores agrícolas de todo o mundo.

Este sistema tem como objetivo assegurar a segurança alimentar ao consumidor, a proteção do meio ambiente, a produção sustentável e o bem-estar dos trabalhadores e dos animais.

O sistema baseia-se num conjunto de regras aplicáveis à produção primária que permitem a sua inspeção com vista à certificação voluntária dos produtores por parte de Organismos reconhecidos para o efeito.

A designação inicial deste sistema, criado em 1997, era EUREPGAP devido ao fato de ter sido fomentado por retalhistas europeus, tendo evoluído posteriormente para a designação atual - GlobalG.A.P. - impulsionado pelos impactos da globalização e pelo um número crescente de produtores e retalhistas em todo o mundo.

Atualmente, o referencial de certificação GlobalG.A.P. possui reconhecimento mundial e é líder como programa de segurança alimentar na produção primária, tendo expressão em vários países.

Os principais retalhistas mundiais requerem a certificação GlobalG.A.P. aos seus fornecedores como garantia de produção, motivo pelo qual o número de produtores certificados tem crescido exponencialmente.

Quais são os benefícios da Certificação GlobalG.A.P.?

Certificar os produtos através do referencial GlobalG.A.P. com a NATURALFA permite:

  • A redução dos riscos de segurança alimentar na produção primária e dos riscos associados à exposição da reputação dos produtores.
  • O acesso ao mercado global e aos retalhistas mais exigentes.
  • A melhoria da eficiência e da organização interna da exploração.
  • A redução dos custos de auditoria, dado que é possível conjugar as inspeções GlobalG.A.P. com outras normas (por exemplo, normas locais ou normas de outros âmbitos, tais como responsabilidade social).
  • O cumprimento da legislação sobre segurança alimentar, meio ambiente e saúde e segurança dos trabalhadores.
  • A implementação simplificada do sistema HACCP na produção primária.
  • A redução dos riscos de acidentes de trabalho.
  • A contribuição para o cumprimento dos princípios do Pacto Mundial das Nações Unidas, em matéria de alimentos.

O que é o certificado GlobalG.A.P. - CADEIA CUSTÓDIA (C.oC)?

A certificação Cadeia de Custódia (CoC) destina-se a distribuidores e operadores logísticos que comercializam ou manuseiam produtos certificados GlobalG.A.P., ou seja, aplica-se aos operadores que pretendem manter a certificação GlobalG.A.P. ao longo da cadeia de distribuição.

A NATURALFA certifica esta norma, garantindo que todos os produtos certificados GlobalG.A.P. possuem esta certificação desde a origem (produtor), isto é, foram produzidos de acordo os com os requisitos do GlobalG.A.P. e mantêm esse estatuto ao longo de toda a cadeia até ao consumidor.

 

CADEIA DE CUSTÓDIA

 

Assim todos os operadores (distribuidores, entrepostos agroindustriais, armazenistas, embaladores, transportadores, retalhistas e grossistas, etc.) que pretendem manter o estatuto de certificação GlobalG.A.P. têm de obter a certificação Cadeia de Custódia.

Esta certificação tem dois critérios fundamentais:

  1. Rastreabilidade
  2. Segregação (Balanço de Massas).

É fundamental garantir que os produtos comercializados com o estatuto de certificação GlobalG.A.P. possuem origem certificada GlobalG.A.P. e não são misturados com produtos não certificados.

Sendo o referencial de certificação GlobalG.A.P. uma garantia de produção, a certificação Cadeia de Custódia não possui qualquer requisito de Segurança Alimentar, Segurança dos Trabalhadores ou Ambiente, pois esses critérios já são controlados na produção e outras normas aplicáveis à agroindústria avaliam esses requisitos.

Os produtores certificados GlobalG.A.P. que compram a outros produtores:

  • Não podem ter certificação Cadeia de Custódia, se comprarem o mesmo produto para o qual estão certificados (ex. estão certificados para maçãs e compram maçãs a outros produtores).
     
  • Têm de ter certificação Cadeia de Custódia, se comprarem um produto diferente do produto para o qual estão certificados (ex. estão certificados para maçãs e compram peras a outros produtores).

Quer saber mais sobre a Cadeia de Custódia?

Quem pode ser certificado?

Todos os produtores certificados através do referencial GlobalG.A.P. estão identificados através de um número intransmissível designado por GGN (GlobalG.A.P. number).

Este número é atribuído ao produtor quando a NATURALFA procede ao registo do produtor na base de dados do GlobalG.A.P.

Que produtos podem ser certificados?

O referencial GlobalG.A.P. é constituído por módulos de forma a permitir a adequação dos requisitos aos âmbitos a certificar (por exemplo, Frutas & Legumes, Flores & Ornamentais, Peixes, Porcos, etc.).

 

globalgap

Por onde começar?

O primeiro passo para a certificação GlobalG.A.P. deve ser conhecer e interpretar os documentos normativos do referencial. PODE CONSULTAR AQUI OS DOCUMENTOS

De seguida, todos os Pontos de Controlo e Critérios de Cumprimentos (CPCC) aplicáveis deverão ser implementados. O produtor poderá fazê-lo sozinho ou requerer apoio a um técnico ou consultor que possua experiência no referencial GlobalG.A.P.. Caso o produtor sinta dificuldade na interpretação dos Pontos de Controlo e Critérios de Cumprimentos (CPCC), deverá recorrer a apoio na implementação.

Após a conclusão da implementação, deverá solicitar à NATURALFA uma proposta para a certificação. PEDIR PROPOSTA

A NATURALFA irá orientar e esclarecer todo o processo de certificação, face ao diagnóstico inicial e proceder ao registo produtor na base de dados do GlobalG.A.P.

Certificar os produtos através do referencial GlobalG.A.P.
com a NATURALFA permite:

A redução dos riscos de segurança alimentar na produção primária e dos riscos associados à exposição da reputação dos produtores.

01

O acesso ao mercado global e aos retalhistas mais exigentes.

01

O cumprimento da legislação sobre segurança alimentar, meio ambiente e saúde e segurança dos trabalhadores.

01

A contribuição para o cumprimento dos princípios do Pacto Mundial das Nações Unidas, em matéria de alimentos.

01

A redução dos custos de auditoria, dado que é possível conjugar as inspeções GlobalG.A.P. com outras normas (por exemplo, normas locais ou normas de outros âmbitos, tais como responsabilidade social).

01

A melhoria da eficiência e da organização interna da exploração.

01

A implementação simplificada do sistema HACCP na produção primária

01

A redução dos riscos de acidentes de trabalho.

01